RSS

Arquivo mensal: dezembro 2014

SP terá atendimento especializado para imigrantes

http://www.jfolharegional.com.br/mostra.asp?noticias=23735&Classe=

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22/12/2014 em Notícias

 

Jundiaí no radar dos estrangeiros

http://www.jj.com.br/noticias-9601-jundiai-no-radar-dos-estrangeiros-

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22/12/2014 em Notícias

 

USP quer receber até 60 professores estrangeiros em 2015

:http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,usp-quer-receber-ate-60-professores-estrangeiros-em-2015,1608191

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22/12/2014 em Notícias

 

SP cadastra mais de 300 imigrantes em programas sociais em 5 dias

A Prefeitura de São Paulo divulgou na tarde desta quarta-feira (17) o balanço com o número de imigrantes legalizados que se cadastraram para receber benefícios de programas sociais durante o mutirão realizado na semana passada. De segunda (8) até as 17h da última sexta-feira (12), 374 imigrantes realizaram o cadastro no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais), do governo federal.

Ao todo, 549 imigrantes compareceram ao Centro de Referência e Acolhida para Imigrantes na Bela Vista, no Centro de São Paulo, mas por falta de documentação não realizaram o cadastro. Alguns estrangeiros que procuraram o local estavam interessados em aprender a língua portuguesa, uma vaga de acolhida ou tirar outras dúvidas. Agora, a Prefeitura irá lançar uma cartilha para imigrantes legalizados que moram na capital paulista conhecerem seus direitos.

Segundo estimativa da Polícia Federal, cerca de 370 mil imigrantes regularizados vivem atualmente na cidade de São Paulo. O número de imigrantes cadastrados no mutirão representa apenas 0,1% do total de estrangeiros regulares da capital paulista.

Com o cadastro, os imigrantes legalizados poderão participar de programas sociais como Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida, por exemplo. O mutirão foi realizado para mapear a situação do imigrante na cidade e dar uma assistência aos que vivem em situação de vulnerabilidade, com renda mensal familiar de até R$ 154 per capita.

De acordo com informação do Ministério do Desenvolvimento Social, 42 mil imigrantes já recebem o benefício do Bolsa Família no Brasil. Apenas na cidade de São Paulo são 10.133 pessoas nascidas em outro país que estão cadastradas no CadÚnico. Dessas, 4.402 são beneficiárias do Bolsa Família. O benefício é garantido aos imigrantes desde 2003, data do início do programa.

Contabilizando os imigrantes que já estavam cadastrados para receber benefícios de programas sociais do governo federal, a cidade de São Paulo tem apenas 2,83% do total de estrangeiros legalizados cadastrados.

Apesar da baixa procura, o secretário municipal de Direitos Humanos, Rogério Sottili, não considera pequeno o número de imigrantes que aderiram o CadÚnico. “Por que eu não quero dizer que é pequeno? Eu achei essa ação extremamente hesitosa, eu acho que vai crescer muito a procura de imigrantes”, afirmou.

Sottili lembrou da importância da participação dos imigrantes nas decisões tomadas na cidade como a inclusão do grupo no Conselho participativo. De acordo com o secretário, cerca de 1 milhão de imigrantes vivem na capital paulista e a maioria vive em situação vulnerável e não fala português.

Cartilha
A falta de acesso às informações na sua língua de origem impede que os imigrantes legalizados conheçam seus direitos no país. Como muitos não falam português, a Prefeitura de São Paulo decidiu lançar, no início do próximo ano, uma cartilha em várias línguas para explicar os benefícios que eles têm acesso.

A cartilha será impressa em inglês, francês e espanhol, pelo menos. A Secretaria de Direitos Humanos estuda traduzir a publicação também para o crioulo, língua falada pelos haitianos, que tem vindo para o Brasil em grandes fluxos.

“Nós tivemos uma ideia a partir dessa campanha [do mutirão] e vamos desenvolver no início do ano que uma cartilha sobre os direitos dos imigrantes na cidade de São Paulo, porque eles não sabem quais são os direitos deles”, afirmou Sottili.

As cartilhas serão distribuídas em regiões onde há uma grande concentração de imigrantes, como no bairro do Brás, entre outros.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/12/sp-cadastra-mais-de-300-imigrantes-em-programas-sociais-em-5-dias.html
 
Deixe um comentário

Publicado por em 22/12/2014 em Notícias

 

Em seminário, Fiesp e Consulado da Turquia reforçam interesse em ampliar volume de negócios entre os dois países

Cônsul-geral da Turquia diz que o governo de seu país tem interesse em aumentar o volume de negócios com o Brasil na próxima década; reunião aconteceu na manhã desta quarta-feira (03/12)

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Com o objetivo de divulgar as oportunidades de negócios, investimentos e subsídios na Turquia, bem como as oportunidades de comércio entre o Brasil e o país estrangeiro, o Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Consulado Geral da Turquia em São Paulo realizaram, na última quinta-feira (03/12), o seminário “Oportunidades de Investimentos na Turquia”.

O evento foi aberto pelo vice-presidente da Fiesp Elias Miguel Haddad, coordenador do Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria Têxtil, Confecção e Vestuário (Comtextil).

Em sua fala, ele ressaltou o crescimento das relações comerciais e culturais entre as duas nações. Segundo Haddad, uma série de iniciativas empresariais adotadas desde 2006 vem ajudando os países no aumento dos laços comerciais.

“Desde janeiro de 2006 foi assinado um convênio e criado um conselho empresarial entre os países”, disse Haddad. “Desde então, o volume comercial saiu de cerca de US$ 500 milhões para US$ 3 bilhões em poucos anos”, completou.

Durante esse período, na visão de Haddad, não só o comércio se desenvolveu, mas também o turismo entre as duas nações. “Foram 48 missões empresariais entre os países desde 2006”, informou Haddad.

Em seguida, o cônsul geral da Turquia em São Paulo, Mehmet Özgün Arman, agradeceu à Fiesp por incentivar as possibilidades de negócios entre empresas e indústrias das duas nações.

“O estreitamento das relações comerciais e culturais vêm crescendo muito. Vivemos um grande período, nunca visto na história”, afirmou.

Arman ressaltou o desenvolvimento econômico turco nos últimos dez anos e o estreitamento comercial com o Brasil. “Somos uma das economias que mais crescem dentro dos países do G20.”

Segundo o diplomata, o governo turco vem realizando ações importantes e incentivando investimentos por intermédio de políticas fiscais.

Arman também ressaltou a maior participação da iniciativa privada na economia turca – ação que, segundo ele, “deu dinamismo para a economia” do país.

O cônsul-geral citou a indústria automobilística e a infraestrutura como as cadeias produtivas que vêm obtendo os melhores resultados no país. E revelou o interesse de construtoras turcas em oportunidades de negócios no Brasil. “Construtoras estão bastante interessadas em realizar trabalhos de infraestrutura no Brasil”, afirmou.

Arman afirmou que, apesar do crescimento do volume comercial entre Brasil e Turquia, a corrente de negócios pode ser muito maior. “Não reflete o potencial real”, disse ele.

“Estamos muito interessados em aumentar o volume de negócios com o Brasil na próxima década”, concluiu.

Em seguida, o diretor titular adjunto do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, Antônio Bessa, apresentou aos empresários e autoridades da Turquia os trabalhos realizados pela Fiesp, pelo Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) na formação educacional e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) em aprendizagem industrial profissionalizante.

“A Fiesp representa 150 mil empresas industriais embaixo do estado de São Paulo”, informou.

Bessa também deu um panorama sobre a atuação situação econômica brasileira. “Depois de 14 anos de superávit, em 2014 teremos déficit na balança comercial brasileira”, afirmou.

Depois, İsmet Ince, especialista de Comércio Exterior do Ministério da Economia da Turquia, deu um breve panorama da situação econômica e do ambiente de negócios da Turquia.

Segundo ele, o país oferece muitas oportunidades para empresas brasileiras. “Em 2013, a economia turca cresceu 4,3%, mesmo com estagnação da economia europeia”, concluiu.

Fonte: http://www.fiesp.com.br/noticias/em-seminario-fiesp-e-consulado-da-turquia-reforcam-interesse-em-ampliar-volume-de-negocios-entre-os-dois-países/

 
Deixe um comentário

Publicado por em 09/12/2014 em Notícias

 

Festival terá cadastro social para imigrantes

Evento sobre direitos humanos ocorre até dia 14/12 na capital paulista. Haverá dia de atividades artísticas e cadastro em programas sociais para imigrantes.



São Paulo – Começou nesta segunda-feira (8), na capital paulista, um festival sobre direitos humanos que terá atividades voltadas para imigrantes. Uma delas é a realização de cadastro de imigrantes em programas sociais públicos, que poderá ser feito entre segunda-feira e sexta-feira (12) no Centro de Referência e Acolhida para Imigrantes, no bairro da Bela Vista. Também está na programação do “2º Festival de Direitos Humanos Cidadania nas Ruas” um dia de atividades culturais para os imigrantes.

Imigrantes precisam ter CPF para cadastro

De acordo com Camila Baraldi, coordenadora adjunta da Coordenação de Políticas para Imigrantes da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, o cadastro único, que será feito durante o festival, é voltado a toda a população para que tenha acesso a programas sociais do governo brasileiro. Para fazer o cadastro o requisito é ter renda per capita familiar de meio salário mínimo. Mas cada programa tem também suas exigências.

Entre os programas aos quais é possível ter acesso pelo sistema único estão o Bolsa Família, o Tarifa Social de Energia Elétrica, o Minha Casa Minha Vida, entre outros. . O programa da tarifa de energia, que dá desconto na conta de luz, por exemplo, exige que a família tenha renda per capita de até meio salário mínimo ou esteja inserida no programa Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social, voltado para idosos e deficientes.

Para os imigrantes terem acesso ao cadastro único, sejam eles refugiados ou não, é preciso que tenham CPF. Segundo Baraldi, fora do festival eles podem se inscrever nos centros de assistência social que realizam o cadastro, mas a ideia da ação no festival é dar visibilidade ao cadastro. Ela afirma que receber alguns destes benefícios pode ser importante para alguma situação de vulnerabilidade que o imigrante esteja passando. De acordo com Baraldi, até agosto já tinham feito o cadastro único em São Paulo perto de três mil imigrantes.

A atividade cultural voltada para os imigrantes no festival ocorrerá no sábado, dia 13 de dezembro, das 9h30 às 20h. Será um dia de debates, oficinas, filmes, apresentação de músicas e danças, exibição de intervenções produzidas por imigrantes. Haverá show do grupo de dança Kantuta Bolívia, debate com o secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Rogério Sottili, oficina de instrumentos musicais africanos, apresentação de danças chinesas, entre outras atividades. Elas ocorrem no Centro Cultural Boliviano, na Mooca.

O festival vai de segunda até o domingo (14) e as atividades ocorrem em diversos pontos da capital paulista. Ele celebra o Dia Internacional dos Direitos Humanos, dia 10 de dezembro, e terá mais de 30 atividades, como debates, exibição de filmes, passeios, performances, premiações. Na programação está a inauguração do Monumento em Homenagem aos Mortos e Desaparecidos Políticos, entrega do Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos e Prêmio de Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns, show com Angela Ro Ro, Dream Team do Passinho, Gaby Amarantos, Karina Buhr, Lirinha, Luiz Melodia, Otto e Pepeu Gomes.

Serviços:

2ª Festival de Direitos Humanos Cidadania nas Ruas
De 8 a 14 de dezembro de 2014
Em vários pontos da cidade de São Paulo
Programação: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/direitos_humanos/noticias/index.php?p=186141

Atividade cultural Imigrantes em São Paulo
Dia 13 de dezembro de 2014
Das 9h30 às 20h
Centro Cultural Boliviano
Rua Coimbra, 109, Mooca – São Paulo – SP

Cadastro Único para Imigrantes
De 8 a 12 de dezembro de 2014
Das 9h às 17h
No Centro de Referência e Acolhida para Imigrantes
Rua Japurá, 234 – Bela Vista – São Paulo – SP

Fonte: http://www.anba.com.br/noticia/21866105/servicos/festival-tera-cadastro-social-para-imigrantes/

 
Deixe um comentário

Publicado por em 09/12/2014 em Notícias

 

UNIVERSIDADE ABRE VAGAS PARA ESTRANGEIROS

São Paulo, 02 de dezembro de 2014. Universidade Federal Brasileira UNILA, abriu ontem, as inscrições do processo de seleção de estudantes estrangeiros, na modalidade aberta e direta, para ingresso em cursos de graduação no primeiro semestre de 2015. A seleção é voltada para alunos dos países da América Latina e Caribe com os quais o Brasil mantenha cooperação educacional, cultural ou de ciência e tecnologia.

Nesse processo seletivo, a Universidade oferta 391 vagas em 29 cursos de graduação, todos voltados para a integração e o desenvolvimento dos países latino-americanos. As vagas estão distribuídas por carreira – de acordo com o anexo II do edital – sem a prévia delimitação por nacionalidade. Vale lembrar que na seleção aberta e direta os interessados se candidatam apenas às vagas, sem acesso à assistência estudantil.

A inscrição para o processo seletivo é gratuita e online, devendo ser realizada, exclusivamente, pelo site da universidade, até o dia 5 de janeiro. No ato da inscrição, o candidato deverá submeter, em formato PDF, os documentos listados no edital.

São pré-requisitos para a inscrição ter mais de 18 anos; não possuir diploma universitário; ter nacionalidade, legalmente comprovada, do país de residência; não ser portador de visto permanente ou temporário para o Brasil; não possuir nacionalidade brasileira; e atestar condições para manter-se, financeiramente, durante todo o período do curso de graduação na UNILA.

Avaliação

A avaliação dos candidatos inscritos nesse processo de seleção será feita com base na análise do histórico escolar e terá como critério a média aritmética simples global das disciplinas cursadas no Ensino Médio. Em caso de empate, será considerada a média aritmética simples das disciplinas correlatas ao curso de graduação pretendido pelo candidato. O resultado final está previsto para ser divulgado no dia 30 de janeiro de 2015, no site da UNILA.

Países conveniados

Podem participar da seleção estudantes dos seguintes países: Argentina, Honduras, Bolívia, México, Chile, Nicarágua, Colômbia, Panamá, Costa Rica, Paraguai, Cuba, Peru, El Salvador, República Dominicana, Equador, Uruguai, Guatemala e Venezuela.

Cursos de graduação – No primeiro semestre de 2015, a UNILA irá oferecer 29 opções de cursos de graduação, em diferentes áreas do conhecimento. Confira:

Bacharelados

Administração Pública e Políticas Públicas

Antropologia – Diversidade Cultural Latino-Americana

Arquitetura e Urbanismo

Biotecnologia

Ciências Biológicas – Ecologia e Biodiversidade

Ciências Econômicas – Economia, Integração e Desenvolvimento

Ciência Política e Sociologia – Sociedade, Política e Estado na América Latina

Cinema e Audiovisual

Desenvolvimento Rural e Segurança Alimentar

Engenharia Civil de Infraestrutura

Engenharia de Energias Renováveis

Engenharia Física

Engenharia de Materiais

Engenharia Química

Geografia – Território e Sociedade na América Latina

História – América Latina

Letras – Artes e Mediação Cultural

Medicina

Música

Relações Internacionais e Integração

Saúde Coletiva

Serviço Social

Licenciaturas

Filosofia

Ciências da Natureza – Biologia, Física e Química

Geografia

História

Letras – Espanhol e Português

Matemática

Química

Fonte: http://www.estrangeirosbrasil.com.br/2014/12/02/ate-05012015-universidade-tem-vagas-para-estudantes-estrangeiros/

 
Deixe um comentário

Publicado por em 09/12/2014 em Notícias