RSS

Arquivo mensal: junho 2013

Árabes virão a Fortaleza de olho em negócios

A Arena Castelão vai receber empresários do Kuwait e dos Emirados Árabes Unidos no próximo dia 19 de junho, durante o jogo Brasil e México pela Copa das Confederações. A visita, mediada pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, faz parte de uma estratégia de marketing para gerar novas oportunidades comerciais para o País por meio da experiência turística.

 

A expectativa global da ação, que abrange outras cidades-sede do evento esportivo, é gerar R$ 1,5 bilhão em negócios neste ano e triplicar o valor no próximo. A iniciativa é uma parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e visa também à Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

De acordo com o diretor geral da Câmara Árabe, Michel Alaby, as empresas interessadas em estreitar a relação econômica com o Brasil são basicamente dos segmentos de alimentos e construção. “Nosso objetivo é estreitar relações esse empresariado. Os convites para assistir aos jogos serão aliados com reuniões entre os executivos árabes e as empresas brasileiras”, afirma.

Michel Alaby explica que os países árabes estão crescendo e representam boas oportunidades de negócios para o Brasil. “A Arábia Saudita anunciou planos de investir US$ 13 bilhões em infraestrutura nos próximos anos e o setor imobiliário dos Emirados Árabes está retomando o crescimento. Há boas chances para produtores de granitos, mármores e madeiras, no setor da construção e de frutas, sucos e processados, e na área alimentícia”, exemplifica.

Agenda

Nos dias 17 e 18 deste mês, será promovida uma rodada de negócios pela Câmara Árabe, na sede da instituição, em São Paulo. O evento, intitulado “Projeto Comprador de Alimentos e Construção”, completará a agenda da delegação empresarial árabe na visita ao Brasil para a Copa das Confederações.

“Essa rodada vai render bons contatos. Os compradores irão conhecer o nosso potencial e os empresários brasileiros terão uma oportunidade de estabelecer contatos mais próximos com possíveis compradores”, destaca Michel Alaby. Empresas interessadas em negociar com as companhias estrangeiras podem se inscrever no projeto.

Participação cearense

O Grupo Imarf Granitos, há 36 anos no mercado, deve participar da rodada de negócios em São Paulo. A sede fica no município de Caucaia, mas o grupo conta com filiais em Apodi (RN) e em Sobral (CE). Conforme o controller da empresa, William Costa, o grupo produz 40 mil metros quadrados de granito, mármore e limestone, mensalmente.

Os produtos da Imarf são vendidos para todo o Brasil e exportados para os Estados Unidos e Canadá. William acredita que a participação na Câmara Árabe vai render bons negócios. “Os contatos já foram feitos e os projetos já estão encaminhados”, destaca, ressaltando que o mercado árabe é favorável à compra dos produtos do grupo por conta das grandes construções.

Empresas estrangeiras

Do segmento de construção, virão ao Brasil as empresas Achysis, da Jordânia; United Building Company, do Kuwait; Pan Emirates, Timber Yard, Bani Yousuf General Trading LLC e Crystal Building Materials, dos Emirados Árabes; e Arabian Trading Corp., da Arábia Saudita.

Do setor de alimentos, estarão a The Sultan Center, do Kuwait; Maza, do Bahrein; Barakat International e Emke Group, dos Emirados Árabes.

Exportações

 

Dados do Centro Internacional de Negócios (CIN), da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), revelam que o Estado exportou, no ano passado, cerca de US$ 8,6 milhões para o Kuwait e Emirados Árabes. Por outro lado, o Ceará não registrou importação desses países, em 2012. Já as exportações e importações do Brasil em relação ao Kuwait foram, respectivamente, US$ 313,5 e U$S 960,3 milhões. No que se refere aos Emirados Árabes, os valores de exportações e importações do País ficaram em US$ 2,4 bilhões e 309,6 milhões.

Fonte: Diário do Nordeste

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/06/2013 em Notícias

 

Câmara Árabe e Egito fortalecem relações

O diretor-geral da entidade, Michel Alaby, está no Cairo para tratar da reativação do Conselho Empresarial Brasil-Egito, da organização de uma missão comercial e do aumento da cooperação com a Liga Árabe.

Alexandre Rocha
alexandre.rocha@anba.com.br

 

Câmara Árabe
Associação fez homenagem à Câmara Árabe

São Paulo – A Câmara de Comércio Árabe Brasileira discute com empresários e autoridades egípcias a reativação do Conselho Empresarial Brasil-Egito e a ida de uma delegação comercial brasileira ao Cairo em setembro. O diretor-geral da Câmara Árabe, Michel Alaby, e o executivo de Relações Governamentais da entidade, Tamer Mansour, estão no país árabe para tratar destes e de outros temas relacionados ao fortalecimento das relações bilaterais.

Durante o final de semana, Alaby e Mansour se reuniram com o empresário Ali Fahmi Tolba, presidente do Delta Group, que reúne 14 empresas, e que deverá ser designado para a presidência do Conselho pelo lado egípcio. De acordo com o diretor-geral da Câmara Árabe, Tolba propôs que o colegiado seja integrado por representantes dos setores de fertilizantes, carnes, produtos agrícolas, têxtil, reciclagem, turismo, treinamento industrial, telecomunicações, siderurgia e de mármores e granitos.

Segundo Alaby, o objetivo dos egípcios é aumentar o comércio, principalmente as exportações do país árabe, ampliar os investimentos brasileiros no Egito e uniformizar procedimentos comerciais, como, por exemplo, as regras para venda de carne bovina, frango e gado vivo do Brasil. Além disso, os egípcios querem manter um canal de comunicação aberto com a comunidade empresarial brasileira e pressionar pela ratificação do acordo de livre comércio Mercosul-Egito, assinado em 2010, pelos parlamentos dos países do bloco sul-americano.

Câmara Árabe

Câmaras de comércio discutiram cooperação com a Liga

No sábado, foi realizado um jantar em homenagem à Câmara Árabe pela Associação Egípcia de Desenvolvimento de Negócios (EBDA, na sigla em inglês). Na ocasião, foi discutida a organização de uma missão comercial brasileira ao Egito no final de setembro. A assinatura do acordo de reativação do Conselho está prevista para ocorrer durante a visita da delegação.

A ideia de realizar uma missão comercial foi lançada durante a visita do presidente egípcio, Mohamed Morsi, ao Brasil no mês passado. No domingo, os representantes da Câmara Árabe participaram de um jantar com os empresários que acompanharam Morsi na viagem.

Também no domingo, Alaby e Mansour tiveram uma reunião com o ministro egípcio dos Investimentos, Yehia Ahmed. Eles falaram de empresas brasileiras que têm investimentos no Egito, como a fabricante de ônibus Marcopolo, a Randon, de implementos rodoviários, e a construtora Camargo Correa; e de companhias egípcias com investimentos no Brasil, como a Kapci, de tintas, e a El Sewedy, de cabos elétricos.

No domingo e nesta segunda-feira (17), os executivos da Câmara Árabe participaram de um encontro com representantes de outras câmaras de comércio e da Liga dos Estados Árabes, na sede da entidade multilateral árabe, no Cairo. Foi discutida uma maior colaboração entre as câmaras de comércio árabe-estrangeiras e o Departamento Econômico da Liga, como forma de ampliar os fluxos de comércio e de investimentos.

Fonte: http://www.anba.com.br/noticia/20785924/oportunidades-de-negocios/camara-arabe-e-egito-fortalecem-relacoes/

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/06/2013 em Notícias

 

Missão da Síria visita frigoríficos de abate halal no Brasil

Uma missão com autoridades da Síria, chegou ao Brasil no último domingo (9/06) para visitar frigoríficos brasileiros. A delegação é composta pelos doutores Moaz Al-Hariri, Zakaria Habeeb Alkhulee e Feras Aid, dos Ministérios Religioso e da Avicultura do País. Os integrantes da missão, foram recebidos em São Paulo, pelo Cônsul da Síria no Brasil Dr. Ghassan Obeid e por Erfan Khattab, representante da Serviços de Inspeção Islâmica (SIIL).

Os estabelecimentos a serem visitados estão localizados nos Estados do Paraná e Goiás. São frigoríficos de aves e bovinos que atendem aos preceitos islâmicos. A missão permanecerá no País até o dia 16 de junho, no próximo domingo.

Um dos objetivos da visita é reconhecer e habilitar a SIIL como certificadora para o País. A missão também segue programação definida pelo Consulado Sírio. “Nossa expectativa é que a missão proporcione a habilitação, para que no futuro”, afirma o diretor Executivo da SIILhalal, Chaiboun Darwiche. “A certificação contribui para explorar a capacidade de exportação para o País, não apenas no mercado de carnes, mas em outros tipos de produtos Halal como cereais, aromas e cosméticos”, complementa.

As relações entre Brasil e Síria são de cordialidade diplomática, mas ainda há muito o que crescer nas questões comerciais. Em 2010, os países da América Latina que compõem o Mercosul, firmaram um Acordo-Quadro com a Síria, visando o estabelecimento de uma área de livre comércio entre ambas as partes.

Conforme o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Brasília/DF), no triênio 2008 – 2010, as exportações brasileiras para a Síria cresceram 95%, partindo de US$ 281 milhões para US$ 547 milhões. Em 2010, os produtos agrícolas totalizavam 96,4% do total de exportações para a Síria. Açúcar bruto, açúcar refinado e café verde correspondem a 95% do total agrícola exportado pelo Brasil para o país sírio. Outros produtos com participações relevantes na pauta são: milho (US$ 8,466 milhões); carne de frango in natura (US$ 8,058 milhões) e carne bovina in natura (US$ 2,918 milhões).

A Síria importou, em 2009, US$ 16,5 milhões de carne bovina, desossada e congelada, sendo que apenas 6,13% desse valor foram importados do Brasil. Nesse mesmo ano, o Brasil participou com 27,07% do comércio mundial desse produto.

Fonte: http://www.feedfood.com.br/missao-da-siria-visita-frigorificos-de-abate-halal-no-brasil/

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/06/2013 em Notícias

 

Unicamp recebe visitas internacionais ao longo da semana para discutir parcerias

A primeira delegação internacional recebida pela Unicamp nesta semana veio da Austrália, na segunda-feira (10 de junho). Os representantes da Rede Tecnológica Australiana (ANT) foram recebidos pelo assessor da Vice-Reitoria Executiva de Relações Internacionais (VRERI) José Pissolato. De acordo com os representantes, a ANT desenvolve no momento uma rede de pesquisa que conecta seus pesquisadores com empresas brasileiras e australianas. A delegação visitou diversas áreas da Universidade, entre elas a Faculdade de Ciências Médicas (FCM), Educação Física, Ciência da Terra, Engenharia Química, Engenharia Elétrica e Ciência da Computação. Na ocasião, a delegação australiana também conheceu a Agência de Inovação Inova Unicamp.

Outra instituição interessada em discutir oportunidades de colaboração em pesquisa foi a BBSRC, da Inglaterra. Recebida por pesquisadores e pelo vice-reitor de Relações Internacionais da Unicamp, Luís Augusto Cortez, a equipe manifestou interesse nas áreas de bioenergia, biotecnologia industrial e segurança alimentar.

Nesta sexta-feira (14), Pissolato recebeu o embaixador e o cônsul do Equador em São Paulo, que além de conhecerem o Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp, fizeram doação de livros.

Fonte: http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2013/06/14/unicamp-recebe-visitas-internacionais-ao-longo-da-semana-para-discutir-parcerias

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/06/2013 em Notícias

 

Delegação de universidade britânica visita o ICMC em busca de parcerias

Uma delegação da Universidade de Hull, no Reino Unido, esteve no Brasil entre os dias 8 e 14 de junho para realizar uma série de visitas em unidades e órgãos da Universidade de São Paulo (USP). Na última quinta-feira (13), eles estiveram em São Carlos, onde conheceram o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). O objetivo da visita foi conhecer a infraestrutura da USP e do campus, bem como as pesquisas desenvolvidas na instituição, com o propósito de discutir a possibilidade de futuros convênios para intercâmbio de estudantes e pesquisadores.
A delegação britânica foi composta pelos seguintes professores: John Hay (pró-reitor de pesquisa e empreendimentos); Alyn Morice (Escola Médica); Mark Hayter (Faculdade de Saúde e Assistência Social); Dave Evans (Faculdade de Ciências e Engenharia); e Paula Gouldthorpe (gerente de empreendedorismo). No auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano, os visitantes foram recepcionados pelos professores Paulo da Veiga, do ICMC, Osvaldo Oliveira Junior, do Instituto de Física de São Carlos (IFSC), e Artur Motheo, do Instituto de Química de São Carlos (IQSC).
Professores da USP e representantes da University of Hull

 

O professor Veiga, que preside da Comissão de Relações Internacionais do ICMC, iniciou o encontro com uma apresentação com dados sobre a USP e o ICMC. “É um dos institutos mais importantes do Brasil com atuação nos campos de ciências de computação e matemática”, ressaltou. Em seguida, foram feitas as apresentações sobre o IFSC e o IQSC.
Os visitantes apresentaram a Universidade de Hull, e em seguida conversaram informalmente com os professores presentes sobre as áreas de pesquisa que instituição oferece aos alunos – com destaque para matemática e computação. Declararam ainda o interesse em fechar parcerias com a USP. “O Brasil está se destacando em termos de pesquisa, principalmente se comparado à Europa”, observou Gouldthorpe. Na sequência, os visitantes conheceram as instalações do campus, os laboratórios e a área 2 do campus são-carlense.

Informações

Comissão de Relações Internacionais do ICMC
Tel. (16) 3373-8120
Texto e fotos: Maristela Galati – Assessoria de Comunicação do ICMC

Fonte: http://www.icmc.usp.br/Portal/Noticias/leituraNoticias.php?id_noticia=188&tipoPagina=Noticias&tipoNoticia=Visitas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/06/2013 em Notícias

 

SAE recebe a visita da delegação do Azerbaijão para troca de experiências em áreas estratégicas do governo

A Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) recebeu, nesta terça-feira, 18 de junho, a visita da delegação do Centro de Estudos Estratégicos (SAM) da Presidência da República do Azerbaijão, que está no Brasil para conhecer a atuação brasileira em diversos setores. Nesta manhã, eles se reuniram com representantes da SAE para trocar experiências em áreas estratégicas, como segurança cibernética e classe média.

O subsecretário de Ações Estratégicas da SAE, Ricardo Paes de Barros, apresentou a evolução da classe média brasileira nos últimos dez anos, e disse que o cenário econômico do Brasil, que tem como base uma classe média em ascensão, é muito semelhante ao do Azerbaijão.

“O Brasil, assim como o Azerbaijão, vem apresentando taxas significativas de crescimento e uma rápida expansão da classe média. Diante desse fenômeno, os dois países precisam se preparar e pensar em políticas públicas mais adequadas a essa nova realidade”, disse.

A ampliação da classe média no Brasil, segundo Paes de Barros, foi resultado de uma expressiva redução das desigualdades de renda, impulsionada pelo trabalho. “No Brasil, ao contrário do que se pensa, não foram as políticas de transferência de renda as responsáveis pela evolução da classe média e sim a força do trabalho. A renda dos trabalhadores mais pobres cresceu mais do que a renda dos trabalhadores mais ricos, em função de uma maior produtividade do trabalho”, explicou.

Tendo em vista as importantes mudanças do cenário socioeconômico de ambos os países, o chefe do Departamento de Análise Econômica e Globalização do Azerbaijão, Vusal Gasimli, destacou a necessidade de incentivar os investimentos em capacitação técnica, formação profissional, pesquisa científica, tecnologia e inovação.

“Para atender demandas que surgiram com o aumento da classe média, estamos concentrados na transformação de uma economia baseada em recursos naturais para uma economia focada no conhecimento, com investimentos em recursos humanos, a fim de promover a melhoria da nossa força de trabalho”, afirmou.

As questões relacionadas à defesa e à segurança cibernética também foram debatidas durante a reunião. O chefe do Centro de Defesa Cibernética do Ministério da Defesa, general José Carlos dos Santos, falou sobre a importância da atuação do Centro, que funciona de forma integrada com os diversos órgãos do governo.

A programação da comitiva incluiu, ainda, um encontro com o secretário-executivo da SAE, Roger Leal e uma visita ao Centro de Defesa Cibernética do Ministério da Defesa. “Para nós da Secretaria é uma satisfação receber a delegação do Azerbaijão. Espero que possamos continuar trocando experiências que resultem em um desenvolvimento mais efetivo, tanto para o Brasil, como para o Azerbaijão. A discussão sobre os temas propostos na reunião já revela o interesse mútuo em cooperar e trocar experiências”, disse Leal.

A reunião também contou com a presença do embaixador do Azerbaijão no Brasil, Elnur Sultanov e do chefe de Divisão da Europa II do Ministério das relações Exteriores, Maurício da Costa Carvalho Bernardes.

Fonte: http://www.sae.gov.br/site/?p=16875#ixzz2Wh0H4eAk

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/06/2013 em Notícias

 

Delegação inglesa visita Embrapa

Na última sexta-feira (14) esteve na Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna/SP) uma delegação, composta por diretores e pesquisadores seniors de diversas instituições de pesquisa e fomento inglesas (JIC, IFR, Babraham, Roslin, Pirbright, TGAC, Rothamsted Research, IBERS, University of Nottingham, University of Bristol, University of Warwick, e BBSRC) com o objetivo de conhecer as linhas de pesquisa e visitar laboratórios e experimentos de campo da Unidade.

Os principais temas de interesse foram biologia animal e vegetal, produção vegetal, proteção de plantas, biotecnologia, metagenômica, informática, ciência do solo, bioprospecção, biodiversidade, microbiologia do solo e mudanças climáticas – em especial o experimento FACE (Free Air Carbon Enrichment).

A Delegação foi recepcionada por Marcelo Morandi, Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento, que fez uma apresentação da missão e atividade da Embrapa Meio Ambiente na interface agricultura e meio ambiente. Logo depois, a delegação visitou o Laboratório de Microbiologia Ambiental, o Laboratório de Resíduos e Contaminantes e, no campo, o experimento FACE.

No Face, Raquel Ghini, pesquisadora e líder do projeto Climapest, explicou que o experimento, pioneiro no efeito da elevação do CO2 na cultura do café, abrange uma área de 6,5 hectares. Nele foram montados 12 anéis com 10m de diâmetro, numa distância de 70m entre cada um, sendo 6 deles têm injeção de CO2 e seis, sem CO2 adicional. A injeção de CO2 teve início em agosto de 2011.

No Laboratório de Microbiologia Ambiental, Itamar Melo, pesquisador responsável, apresentou os vários projetos em andamento naquele laboratório, com ênfase na utilização de metagenômica para explorar a biodiversidade e a descoberta de novos microrganismos e genes de interesse agronômico, industrial e farmacêutico.

A Delegação também conheceu a coleção de micro-organismos de importância agrícola e ambiental. A Coleção contem quase 20 mil isolados de fungos, bactérias, leveduras, arqueias e actinobactérias. Dentre eles há micro-organismos endofíticos, obtidos de vários biomas, como Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e manguezais; actinobactérias associadas a insetos; fungos celulolíticos como o Trichoderma; bactérias associadas a líquens e algas marinhas da Antártida; fungos e bactérias agentes de controle biológico; fungos pigmentados produtores de corantes; e bactérias associadas aos crustáceos, que são produtoras de antibióticos.

No Laboratório de Resíduos e Contaminantes foram mostradas as pesquisas desenvolvidas na área de química analítica, a fim de se obter métodos capazes de detectar e quantificar resíduos e contaminantes que possam estar presentes em diversas matrizes como: água, solo, frutas, peixes, entre outros. Para isso são utilizados equipamentos sofisticados, como cromatógrafos acoplados à espectrômetros de massas, dentre outros. Conforme Vera Ferracini, pesquisadora responsável pelo Laboratório, a equipe atende projetos de pesquisa da Embrapa Meio Ambiente e também de outras Unidades.

O período de visita da delegação ao Brasil foi de 8 a 15 de junho. Além da Embrapa Meio Ambiente, visitaram o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), Unidades da Embrapa Agroenergia, Recursos Genéticos e Biotecnologia, Cerrados e Informática Agropecuária, a Universidade de Brasília, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE), o Laboratório de Luz Sincroton, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a Universidade de São Paulo (USP).

Fonte: http://www.grupocultivar.com.br/site/content/noticias/?q=36527

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/06/2013 em Notícias